Símbolos


Forquilha:

A forquilha encerra em seu simbolismo o firme propósito do Pioneiro investido em continuar enriquecendo o processo de sua vida por pensamentos e ações melhores. O tamanho da forquilha depende do tamanho de seu portador, isto é, a medida que vai do chão até a axila do portador. Ela é feita de um galho de árvore (a qual deve continuar viva após a retirada desse galho) e constitui-se de três partes:

  • Ponteira: representa a base de toda a vida pioneira, ou seja, o caráter sem manchas;
  • Haste: representa o caminho reto que o (a) Pioneiro (a) deve palmilhar em sua vida, como homem de caráter, consciente de suas responsabilidades. Os nós da haste são as dificuldades e obstáculos a serem transpostos no longo caminho de sua vida;
  • V da forquilha: representa a vitória coroando uma vida digna, honesta e profícua.

Mesa Pioneira

A mesa pioneira usada nas reuniões tem um tampo circular, dividido em setores, cada um representando uma virtude que deve ser exercitada e vivida pelo (a) Pioneiro (a). Esta mesa, inspirada na “Távola redonda” do Rei Arthur com o ideal dos Cavaleiros. Eram virtudes da Távola redonda: Verdade, Bondade, Lealdade, Consciência, Altruísmo, Fraternidade, Felicidade, Eficiência, Perfeição e Pureza.

Caverna Pioneira

É uma sala na sede do GE usada para as atividades internas do Clã e onde os (as) pioneiros (as) sentem prazer e alegria em se reunir. A decoração, manutenção e limpeza da caverna deve ser de responsabilidade do Clã. Os elementos para a decoração devem ser buscados na Mística e nas tradições do Clã.

Coruja

Por ver no escuro e ser considerada séria e dada à meditação, a coruja é símbolo da sabedoria que atravessa a escuridão da ignorância, por isso sua ligação com a vigília pioneira.

Os demais marcos simbólicos são: uniforme ou traje, lenço escoteiro, aperto de mão, saudação, cadeia da fraternidade, fogo de conselho e grito do Clã (ou a canção criada pelo Clã).