História


A Modalidade do Escotismo do Ar, ao contrário das outras duas modalidades convencionais, Básica e do Mar, não foi idealizada por nosso fundador Baden Powell, nem mesmo na Inglaterra, teve suas origens aqui mesmo na Brasil nos últimos anos da década de 30.

O principal idealizador e incentivador dos Escoteiros do Ar foi o Major-Brigadeiro Godofredo Vidal, um homem apaixonado pela aeronáutica e com uma variedade incontável de talentos e interesses. Estudou Engenharia, línguas, geografia, história, pintura, interessava-se por esportes, radioamadorismo e educação, tendo escrito uma série de artigos e monografias.

Juntamente com o Major Aviador Vasco Alves Secco e o Sub Oficial Telegrafista Jayme Janeiro Rodrigues, Godofredo Vidal, na época Tenente Coronel Aviador, estudou e avaliou profundamente o Escotismo desenvolvendo a possibilidade de aplicar princípios da aeronáutica no Movimento Escoteiro. Nasceu assim a Modalidade do Ar, sendo em abril de 1938 oficializada junto à UEB a fundação do Grupo Escoteiro do Ar Tenente Ricardo Kirk, o primeiro desta Modalidade em todo o mundo.

Seis anos depois, em abril de 1944 é criada a Federação dos Escoteiros do Ar que reunia todos os Grupos desta Modalidade. Em 1951, o Brigadeiro Nero Moura, então Ministro da Aeronáutica, determina através da portaria No. 256 que as unidades da Força Aérea Brasileira dessem total apoio aos Grupos Escoteiros do Ar, reconhecendo a importância deste Movimento de Jovens especialmente para o incentivo ao interesse pela aeronáutica.

Durante as décadas de 60, 70 e 80 o Escotismo do Ar foi consolidado pelo trabalho de Jayme Janeiro, que participara da criação da Modalidade e tornara-se Chefe Escoteiro. Foi ele o idealizador do Curso de Adestramento Técnico do Ar, o CATAr, realizado até hoje para o Adestramento técnico de Escoteiros e Chefes da Modalidade do Ar.

Informações :
Texto de autoria da Página Escotismo Brasil (www.escotismo.com.br)